Bitcoin, também?

No Comments

“Eu simplesmente não recomendaria Bitcoin para um investidor”, afirmou Stephan, que justificou sua recomendação pela alta volatilidade da moeda digital e sua escassa regulação, já que não possui acompanhamento dos principais bancos centrais do mundo. – Infomoney.

E nem eu.

Vá caçar um mercado futuro de café, açúcar, algo real.

O que é Bitcoin?

Uma quase-moeda utilizada pelo tráfico de drogas, lavagens e afins.

Mas sem um Bacen regulador.

Mais uma estupidez pós-crise de 2008.

Categories: BLOG

Reformas???

No Comments

“Desde sempre, o afluxo aos banquetes foi medida de prestígio dos governantes. Sobrou comida no jantar que Temer ofereceu ontem a deputados, tentando juntar os cacos de seu governo para aprovar uma reforma da Previdência mitigada, nem por isso menos danosa aos trabalhadores. Mais de 300 deputados foram convidados, só uns 150 apareceram no Alvorada (…). Claro está que ele não terá votos para aprovar esta reforma em dezembro. Nesta área, o jogo acabou”, avalia Tereza Cruvinel; “Temer não aprovará a reforma previdenciária nem qualquer outra medida prometida ao mercado por ocasião do golpe e da posse por uma razão elementar: a chamada sua base nunca passou de ajuntamento de interesses para viabilizar o golpe e o assalto ao butim do poder. Boa parte dele já foi distribuído para garantir a rejeição das denúncias”, acrescenta a colunista.

O “governo” Temer já concedeu ao mercado tudo o que ele quis.

Mas há eleições (?) em 2018 e deputados e senadores talvez prefiram não arriscar a “sorte”.

Categories: BLOG

Brasil e Alemanha, dois enfoques.

No Comments

Jamil Chade, GENEBRA, O Estadao de S.Paulo

26 Agosto 2009

Gastos públicos tiram a Alemanha de sua pior recessão desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Ontem, as autoridades alemãs confirmaram que a recessão foi superada, mas admitem que o buraco nas contas públicas explodiu. Já o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, alertou contra o otimismo e disse que a Europa ainda não está pisando em terra firme. Segundo os dados da maior economia da Europa, o crescimento no segundo trimestre foi de 0,3% em comparação aos primeiros três meses do ano. No primeiro trimestre, a queda havia sido de 3,5%. Em relação aos 12 meses precedentes, a queda do PIB ainda é profunda, de 5,9%. Mas pelo menos é inferior à queda de 6,7% no primeiro trimestre de 2009, em comparação com o mesmo período de 2008. AUMENTO DE GASTOS O governo aumentou os gastos em 0,4% e os investimentos em construção foram elevados em 1,4%. O consumo privado aumentou em 0,7% graças aos subsídios estatais. Esses foram os primeiros dados positivos em 12 meses e confirmam as informações preliminares divulgadas há 10 dias. Desde a eclosão da crise, a chanceler Angela Merkel injetou US$ 121 bilhões na economia, incluindo subsídios para a compra de carros.

———

Enquanto a Alemanha aumentava seus gastos públicos e combatia sua pior recessão desde a 2ª Guerra, o Brasil adotava o viés liberal, comprovadamente ineficiente. E por LEI!

Difícil acreditar.

Alemanha                               

Pib Alem

Brasil

PIB Brasil

Categories: BLOG

As cotações artificiais.

No Comments

O “capital estrangeiro” está animando a Bovespa  pela manhã.

Sai até as 14 horas e a meninada fica com a brocha na mão.

É mais fácil que roubar brigadeiro em festa infantil.

 

p (1)

Categories: BLOG