TEMER DEIXA HERANÇA MALDITA, APONTA ECONOMISTA DO CREDIT SUISSE.

No Comments

Helcio Nagamine/FIESP | REUTERS/Paulo Whitaker

Sucessor de Michel Temer na presidência viverá quatro anos de déficit primário, prevê Nilson Teixeira, economista-chefe do banco de investimento Credit Suisse; segundo ele, nem sociedade, nem Congresso percebem as consequências de rombos duradouros; “Chamamos os anos 1980 de década perdida, mas esta é ainda pior”, avalia

247 – O governo de Michel Temer deixará uma longa herança maldita, prevê Nilson Teixeira, economista-chefe do banco de investimento Credit Suisse. Segundo ele, o sucessor do peemedebista na presidência viverá quatro anos de déficit primário.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, ele diz que nem a sociedade, nem o Congresso percebem as consequências de déficits primários duradouros, e afirma que há “complacência” dos participantes do mercado com o atual desequilíbrio fiscal.

“Chamamos os anos 1980 de década perdida, mas esta é ainda pior. Além de mais desempregados, o país terá taxa de investimentos menor e um crescimento potencial menor”, avalia.

Categories: BLOG

Governo errou ao avaliar recuperação, diz Lisboa – ESTADAO

No Comments

Na semana em que o governo reviu o rombo fiscal de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões, o presidente do Insper e ex-secretário de Política Econômica, Marcos Lisboa, diz que, ao contrário do que muitos esperam, a medida não evitará alta de impostos. “Não vamos escapar disso. Demoramos demais a fazer as reformas e vai faltar dinheiro para políticas essenciais.”

Não, demoramos para reequilibrar a carga tributária, irresponsavelmente.

Categories: BLOG