Onde investir?

2 Comments

A cada alta na Bovespa e me pego perguntando o motivo.

Juros de captação em queda?

Imóveis sem compradores ou inquilinos?

Sim, o mercado corre para renda variável.

E, sim, ações.

Mas estão caras.

Gosto da Ferbasa, há tempos.

Mas suas margens caem.

Portobello, linda ação, suas obras de ampliação terminaram. E sua ação subiu e muito.

Grendene, belíssima. E cara.

Qual ação devo comprar, o que fazer?

Gente, o Brasil está em recessão e não há “espaço” para sair dela.

A agropecuária não nos manterá para sempre.

Bancos subiram muito, mas seu mercado esvai diariamente.

A Vale e o humor chinês e seus sobressaltos.

A China tem muitos pecados a pagar, sua economia é uma zona monumental.

As taxas de juros negativas praticadas pelos EUA e Europa não passam de engodo, empurram a crise com a barriga.

Está difícil, sim, recomendar algo.

Não manteria uma carteira em ações, exclusivamente.

Não!

O que comprar? Imóveis, há muitos com o preço muito abaixo do mercado. Ouro e diamantes. Renda fixa.

Bom, cada caso é um caso, não é bom generalizar.

FERBASA

Fesa

Categories: BLOG

Aumentar a gasolina/diesel? Era tão óbvio.

No Comments

Maria Lucia Fattorelli, auditora aposentada da Receita Federal e fundadora do movimento Auditoria Cidadã da Dívida, tudo indica que, por trás da medida, esteja a intenção do Banco Central de aumentar a inflação.

“O interesse é turbinar a inflação. Estamos entrando numa deflação por causa da recessão fortíssima, o que é um problema para o Banco Central, que quer continuar pagando os juros abusivos e justificar a taxa de juros alta para controlar a inflação”, diz. “Essa crise está desmascarando isso. O BC quer um motivo para aumentar a inflação e para isso não tem coisa melhor do que aumentar o combustível, que traz o aumento de tudo em cascata.” De acordo com ela, uma inflação em queda muito acentuada causa problemas na atualização monetária paralela que é feita da dívida.

———

A arrecadação de impostos, através do aumento do Pis/Cofins nos combustíveis, será um “nada”.

Nosso problema é muito maior e não é de difícil solução.

Mas quem quer resolver algo?

O “governo” quer evitar nova deflação, apenas.

Os bancos agradecem.

Categories: BLOG