Pedro Celestino, presidente do Clube de Engenharia.

No Comments


Você que deve ter enfrentado outras crises na engenharia e na economia nacional, já viu desmonte igual em outro momento no país? > PHA.

Não se trata hoje de recessão, cíclica em qualquer economia capitalista. Trata-se de depressão, por colapso da demanda, fruto da política econômica que só atende aos interesses do capital financeiro. É uma situação inédita em nosso país, agravada pela crise política decorrente da ilegitimidade do governo atual para propor medidas radicais de desmonte do Estado e de direitos sociais e trabalhistas, conquistados ao longo dos últimos 80 anos, sem ser oriundo do voto popular.

A crise da Petrobras é falsa. Endividou-se porque achou petróleo, e tem plenas condições de rolar sua dívida. Foi muito mais prejudicada pelo congelamento dos preços de derivados (governo Dilma) do que pela corrupção.

A mudança da política externa patrocinada por Temer visou a realinhar o nosso país aos interesses norte-americanos, de forma subordinada. Isso explica o ataque às nossas empresas de construção pesada, porque disputam mercado em todo o mundo. A exportação de serviços também favorece a indústria aqui instalada, pois seus produtos são especificados na fase de projeto. É uma perda de protagonismo econômico enorme o que se observa no momento, sem falar na destruição de empregos.

Categories: BLOG