Das guerras…

A vida de “gente grande” é um cadim diferente.

O mercado mundial é gigantesco. Ninguém entra nele assim de imediato, a coisa pode demorar década. Entrar  e permanecer é batalha diária. Sair dele, com apoio das “autoridades” nacionais, é muito fácil.

Reconquistar o mercado pode exigir tempo e muita diplomacia.

Não creio que as empresas nacionais consigam aguentar manter toda estrutura, o fluxo de caixa foi interrompido.

Os “gaps” serão gigantescos, os bancos não sustentarão. O BNDES, muito menos.

Construtoras e frigoríficos, creio, ambos setores foram condenados a sucumbir.

Por nós.

O Brasil não precisa de inimigos.

Posted in BLOG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image